O Grupo de Trabalho sobre descomissionamento foi instalado nesta quinta-feira, 24, em Brasília. Infelizmente, apesar da Comissão Executiva dos Empregados ter solicitado os dados sobre a quantidade de descomissionados no dia 3 de novembro, a CAIXA não apresentou esses números na reunião.

Por sua vez, o representante do banco, Sebastião Martins de Andrade, afirmou que todas as denúncias que forem apresentadas pelos sindicatos em relação ao descomissionamento serão analisadas e terão uma resposta dos gestores.

A orientação é que todos os empregados que estejam sendo atingidos por descomissionamentos arbitrários procurem o Sindicato para que a denúncia possa ser encaminhada à CAIXA. Os trabalhadores cobram que o banco assuma o compromisso de recolher estas informações para garantir um debate efetivo.

Logo no início dos trabalhos, a CEE/Caixa entregou um ofício solicitando a suspensão dos efeitos do RH 184, versão 033, nos itens que tratam da designação por minuto de Caixa e de Caixa Ponto de Venda e no que trata da dispensa motivada de funções pelo comprometimento da fidúcia. A CAIXA, porém, negou a possibilidade de suspender os efeitos do RH 184 conforme o solicitado pelos empregados.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Fenae

Compartilhe: