Fernando Neiva e Maria Rita Serrano, representantes eleitos pelos empregados para o Conselho de Administração (CA) da CAIXA, reforçaram na quinta-feira, 5, a importância da manutenção do banco como 100% público e a serviço dos brasileiros. A defesa foi feita durante a primeira reunião do CA em 2015, realizada em Brasília.

“Após o questionamento que fizemos, o presidente da CAIXA e os demais membros do conselho garantiram que esse assunto nunca foi debatido no CA e que não há nenhuma discussão prevista. Reafirmamos que somos contrários à abertura de capital da empresa. A CAIXA é um patrimônio dos brasileiros, que tem um importante papel social no país, e deve continuar 100% pública”, afirmou o conselheiro titular Fernando Neiva, que é diretor do Sindicato.

A suplente Maria Rita Serrano destacou que “juntamente com o movimento sindical e associativo estamos fazendo gestões em todo o país, no sentido de que esse debate nem chegue no Conselho de Administração, pois isso significaria a consolidação de uma suposta proposta do governo. A abertura de capital não interessa à CAIXA, aos trabalhadores e nem à sociedade. E vamos intensificar as ações para impedi-la”.

Entre outros itens da pauta da reunião desta quarta-feira, o CA da CAIXA fez uma primeira análise dos números do balanço de 2014 do banco, que deve ser publicado nos próximos dias. A próxima reunião do Conselho de Administração foi marcada para a próxima quarta-feira, 11.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de Bh e Região com Contraf-CUT e Fenae

Compartilhe: