ConsultaEliana_25jun

Os resultados de Minas Gerais da Consulta Nacional foram apresentados neste sábado, 25, durante a 18ª Conferência Estadual dos Trabalhadores do Ramo Financeiro de Minas Gerais. A consulta não tem caráter estatístico de pesquisa, mas permite apontar as prioridades de bancárias e bancários para a Campanha Nacional 2016 e também suas opiniões sobre temas da atualidade.

A presidenta do Sindicato dos Bancários de BH e Região, Eliana Brasil, foi a responsável por apresentar as respostas de Belo Horizonte e região, e a presidenta da Fetrafi-CUT/MG, Magaly Fagundes, apresentou os dados colhidos pelos sindicatos do interior.

ConsultaMagaly_25jun

Os resultados apontam, como nos últimos anos, que a categoria bancária ainda sofre com o assédio moral e as metas abusivas. Na base de BH e Região, 42% dos bancários consultados apontaram o combate ao assédio moral como tema prioritário dentro da temática de saúde e condições de trabalho, e 40% pediram o fim das metas abusivas.

Também em questão ligada à saúde, outro dado preocupante: 25% dos consultados afirmaram que utilizaram medicação controlada nos últimos doze meses. A mesma porcentagem de bancários afirmou que se afastou do trabalho por motivos de saúde nos últimos doze meses.

Dentro da temática remuneração, 46% pedem aumento real (acima da inflação) e 42% cobram cesta alimentação maior. No mesmo tema, 58% dos bancários consultados consideram prioridade uma PLR maior.

Já no tema Emprego, se destacam as reivindicações pelo fim das terceirizações, com 23%, e a ampliação do horário de atendimento através da implantação de dois turnos de trabalho, com 27%.

A desigualdade racial, mais uma vez, ficou também expressa na Consulta. Entre bancárias e bancários consultados, 66% se declararam brancos, 23% pardos e somente 4% se declararam negros.

Na pauta política, 79% dos bancários são contra a volta do financiamento empresarial de campanhas políticas, 69% são contrários à reforma da Previdência proposta pelo presidente interino Temer e 69% são contra a flexibilização de direitos trabalhistas da CLT.

A Consulta Nacional completa, que reunirá informações colhidas por sindicatos de todo o país, será apresentada na Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada entre 29 e 31 de julho em São Paulo.

Compartilhe: