O Sindicato dos Bancários de BH e Região sempre esteve ao lado dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil em defesa de seus direitos, assim como atua fortemente na luta pela democracia e pela justiça social em nosso país.

Hoje, enfrentamos seguidos ataques de um governo golpista que não tem qualquer compromisso com o povo. Diariamente, o governo Temer promove ameaças e medidas que jogam a conta da crise nas costas dos trabalhadores. Tudo para defender os grandes empresários e o mercado financeiro, que lucram com a miséria e a destruição do patrimônio público.

Nesta quarta-feira, 24 de janeiro, o Brasil passou por mais um grave episódio que ficará marcado em sua história. Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 1 mês de prisão. A sentença é controversa e já vem sendo questionada por inúmeros estudiosos do Direito, diante da fragilidade dos argumentos e da ausência de provas contundentes que embasem a decisão.

É importante destacar que a derrubada da presidenta Dilma Rousseff e os desdobramentos rápidos da condenação de Lula têm objetivos e consequências em comum: a destruição de importantes conquistas dos brasileiros nos últimos anos, a retirada de direitos dos trabalhadores, a entrega de nossas riquezas e de setores estratégicos de nossa economia, assim como o enfraquecimento de nossa jovem democracia.

Foi durante o governo Lula que o Brasil passou por grandes mudanças que deram mais dignidade e esperança ao povo. O ex-presidente esteve à frente da criação de programas de combate à fome e à desigualdade, de estímulo à educação, com a criação de dezenas de universidades em todo o país, do fortalecimento de nossos bancos públicos que fomentam nosso desenvolvimento, entre muitos outros avanços.

Nos últimos anos, o judiciário brasileiro, com apoio da grande mídia, vem promovendo uma verdadeira caça às bruxas para destruir reputações e enfraquecer setores progressistas da sociedade. Da mesma forma, ao atropelar diversos processos para condenar Lula às pressas, o TRF-4 parece querer impedir a candidatura do líder isolado nas últimas pesquisas eleitorais.

Diante deste quadro, o Sindicato reafirma seu compromisso em defesa da categoria bancária e de todos os trabalhadores brasileiros. Os ataques dos setores conservadores e daqueles que odeiam a ideia de um Brasil soberano só fortalecerão nossa luta em defesa da democracia e de um país que contemple os interesses de todos os brasileiros.

 

Compartilhe: