Empregadas e empregados da CAIXA estarão mobilizados, em todo o Brasil, na próxima quinta-feira, 13, em defesa da CAIXA 100% pública. O Dia Nacional de Luta tem como objetivo reforçar a campanha #ACAIXAÉTODASUA e denunciar os ataques que os trabalhadores estão sofrendo diante da reestruturação prevista pela gestão da instituição.

O Sindicato orienta os trabalhadores a usarem preto no dia da mobilização, para protestar contra os ataques aos bancos públicos e aos direitos dos empregados.

É importante destacar que os investimentos da CAIXA, com o seu papel social, impactam diretamente no desenvolvimento de um Brasil mais justo e digno para todos. O banco é responsável por 70% dos financiamentos habitacionais, por cerca de 120 milhões de pagamentos do Bolsa Família e por transferir R$ 4,5 milhões a programas sociais nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde.

“Não podemos aceitar que empregadas e empregados sejam tratados com tanto desrespeito. As mudanças impostas pela reestruturação, sem qualquer negociação com os trabalhadores, afetam a saúde e a vida de bancárias e bancários em todo o Brasil. Vamos cobrar garantias do banco para colocar fim ao pânico que se instalou nas unidades de trabalho”, afirmou a presidenta do Sindicato, que é empregada da CAIXA, Eliana Brasil.

Apoio no Congresso Nacional

Nesta segunda-feira, 10, a deputada federal Erika Kokay (PT/DF) manifestou seu apoio à luta dos trabalhadores da CAIXA contra a reestruturação implementada unilateralmente pela direção do banco, causando prejuízos à categoria e comprometendo o papel social do banco. “Temos ciência de que todos os ataques que a instituição vem sofrendo visam um único objetivo: abrir caminho para a privatização”, ressaltou a parlamentar, que é empregada da CAIXA.

Já na semana passada, o deputado federal Bohn Gass (PT-RS) parabenizou as entidades representativas dos empregados e os sindicatos dos bancários de todo o país que realizaram mobilização para denunciar o processo de privatização. “E como é que eles fazem este desmonte? Eles tiram as partes boas da CAIXA, venda de ações, cartões. Enfim, toda a parte que pode dar rentabilidade para a CAIXA poder fazer sua parte social – que é tão importante para o povo trabalhador, com habitação e fundo de garantia –, e estão entregando a parte boa para os bancos. Porque o Paulo Guedes tem interesse nos banqueiros e não no Brasil. Estou aqui para dizer mobilizem-se contra essa política do Guedes”, afirmou.

O deputado Zé Carlos (PT-MA) também dedicou sua fala para denunciar o desmonte que está em curso na CAIXA, com o nome de reestruturação. “Peço apoio aos parlamentares desta Casa para que não deixemos uma empresa sólida, com milhares e milhares de sonhos realizados pelo Brasil, ser destruída por este governo. O governo Bolsonaro mente quando diz que a CAIXA não vai ser privatizada. Na realidade, ela já está sendo privatizada. Portanto, temos que pedir isso. A CAIXA não é do governo, a CAIXA é do povo brasileiro”, destacou.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: