Foto: Alessandro Carvalho

 

Funcionárias e funcionários da agência 3176-BH Praça Sete do Itaú, paralisaram suas atividades nesta terça-feira, 5 de dezembro, até as 12h, para protestar contra as demissões que o banco vem promovendo. A ação do Sindicato ocorreu no mesmo dia em que trabalhadores de todo o país vão às ruas contra a reforma da Previdência do governo golpista de Temer.

O principal objetivo da paralisação foi repudiar as demissões realizadas pelo Itaú, principalmente após a divulgação do seu lucro acumulado em 2017, até o final do terceiro trimestre, que ficou em R$18,6 bilhões.

Para o funcionário do Itaú e diretor do Sindicato, Kennedy Santos, as demissões que estão ocorrendo no banco representam um desrespeito aos funcionários que, por anos, se dedicaram para que o Itaú chegasse ao topo do ranking de maior banco do hemisfério sul.

“Depois de anos e anos empenhados, vestindo a camisa da empresa e batendo metas abusivas, os funcionários, ao invés de serem valorizados pelo mérito, são surpreendidos às vésperas do natal com a carta de demissão, por pura ganância em elevar o lucro da instituição com cortes de pessoal”, afirmou Kennedy, ressaltando que o Sindicato continuará protestando e denunciando a política de demissões imotivadas praticada pelo Itaú.

Compartilhe: