Foi realizada na noite dessa terça-feira, dia 29 de dezembro, uma reunião virtual entre o Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e os funcionários da diretoria executiva de produtos, tecnologia da informação e inovação do banco Mercantil do Brasil, elegíveis ao programa de desligamento voluntário.

Durante a reunião, o Sindicato esclareceu e se posicionou contrário em relação ao PDV apresentado pelo banco, que ataca os direitos dos funcionários propondo a quitação geral, total e irreversível do contrato de trabalho e renúncia a todas as ações trabalhistas, algumas já transitado em julgado a favor dos funcionários.

Foi deliberado na reunião que o Sindicato entrará em contato com o Mercantil do Brasil para apresentar uma proposta de revisão de cláusulas do acordo para que os direitos dos funcionários sejam respeitados.

Para Marco Aurélio Alves, funcionário do Mercantil do Brasil e Coordenador Nacional da COE BMB, a reunião foi bastante produtiva e transparente. “Com a presença do departamento jurídico do Sindicato, conseguiu esclarecer os problemas do PDV e os aspectos desfavoráveis aos trabalhadores a curto e a longo prazo. A nossa luta tem que ser coletiva e o papel do Sindicato é resguardar os direitos dos trabalhadores.  Não aceitaremos que o banco ponha em prática a sua intenção de desligar seus funcionários, para em seguida,  recontratá-los como terceirizados, reduzindo salários e outras obrigações”, destacou.

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região.

Compartilhe: