A Comissão Executiva dos Empregados da CAIXA enviou um ofício ao banco reivindicando a jornada de trabalho e garantia do intervalo intrajornada para os trabalhadores que realizam home office.

O documento foi motivado por denúncias que sindicatos de todo o Brasil estão recebendo de que gestores demandam e marcam videoconferências a qualquer horário.

“É fundamental para a saúde física e mental dos empregados que a jornada de trabalho e o intervalo intrajornada sejam respeitados. Todos estamos passando por momento de muita pressão psicológica. A ansiedade pode diminuir a imunidade e, consequentemente, aumentar o adoecimento”, observou Fabiana Uehara Proscholdt, secretária da Cultura e representante da Contraf nas negociações com o banco.

Os trabalhadores cobram que a CAIXA oriente os gestores e empregados para respeitarem a jornada de trabalho, principalmente o intervalo para repouso e alimentação. Para isso, é importante dimensionar as demandas e reuniões, com observação aos limites de horário.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: