A Chapa 130, integrada pelo diretor do Sindicato Fernando Neiva (titular) e Maria Rita Serrano (suplente), apoiada pela Contraf-CUT, diversos sindicatos, federações e Fenae, foi a mais votada no primeiro turno das eleições para representante dos empregados no Conselho de Administração (CA) da CAIXA.

Apoiada pelo Sindicato dos Bancários de BH e Região, a Chapa 130 obteve 6.094 votos e vai disputar o segundo turno com a Chapa 56, formada por Adelci Pereira da Silva (titular) e José Alves Feitosa (suplente), apoiada pela Fenag/gestores, com 4.427 votos. O total de votantes foi de 33.211 empregados. O resultado foi anunciado no início da noite desta segunda-feira (18), após o final da votação eletrônica.

Confira os números das seis chapas mais votadas:

1. Chapa 130 – 6.094 votos
2. Chapa 56 – 4.427 votos
3. Chapa 140 – 2.962 votos
4. Chapa 149 – 2.952 votos
5. Chapa 88 – 2.237 votos
6. Chapa 137 – 1.890 votos

Para Jair Ferreira, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), o processo democrático sai valorizado. “Parabéns a todos os que participaram do primeiro turno das eleições. Essa votação fortalece essa importante conquista dos trabalhadores, que é a escolha de um representante no conselho de administração das empresas públicas federais”, afirmou.

O segundo turno será realizado entre os dias 2 e 6 de dezembro.

O presidente do Sindicato, Cardoso, enfatizou a importância da conquista para os empregados da CAIXA que tiveram que se mobilizar para democratizar o processo eleitoral e garantir a participação de todos. “Os bancarios da CAIXA estão de parabéns. Não podemos nos esquecer que tivemos de lutar para alterar o estatuto e garantir a participação da maioria dos empregados no processo eleitoral. Se prevalecesse o modelo que a CAIXA queria impor, mais de 80% dos trabalhadores não poderia participar. Seria muito ruim para a democracia a participação apenas dos gestores nessas eleições”, ressaltou.

Fernando Neiva

Fernando Neiva é economista com extensão em Agenda das Políticas Públicas: Tendências Contemporâneas e pós-graduação em Políticas Públicas, Estratégia de Gestão. Atualmente, cursa Direito.

Ele ingressou na Caixa em 1989 e integrou as diretorias do Sindicato dos Bancários de BH e Região a partir de 1996, tendo sido presidente entre 1999 e 2008. Atualmente, é diretor do Departamento Jurídico da entidade. Foi também membro do Conselho Fiscal da APCEF/MG, diretor da Fenae e da CUT Nacional.

Maria Rita Serrano

Maria Rita Serrano é mestre em Administração, em História e em Estudos Sociais. É empregada da Caixa desde 1989. Foi vice-prefeita de Rio Grande da Serra (SP) e respondeu durante o mandato pela Secretaria de Cidadania do município. É autora do livro O desenvolvimento socioeconômico de Rio Grande da Serra.

Ela foi secretária de Finanças da Fetec/SP, integrou por duas gestões o Comitê de Investimento da Funcef e participou da Comissão Executiva dos Empregados (CEE-Caixa) entre 2003 e 2009. Presidiu o Sindicato dos Bancários do ABC entre 2006 e 2012. É diretora do Sindicato e da Agência de Desenvolvimento Econômico do ABC.

Compartilhe: