Em reunião realizada na última quinta-feira, 19 de novembro, o Sindicato e a Fetrafi-MG/CUT garantiram avanços na proposta das financeiras com sede em Minas Gerais – Economisa, Mercantil do Brasil Financeira, Financeira Estrela e Zema Financeira – para a pauta dos trabalhadores na campanha estadual.

Para 2020, o Sindicato das Sociedades de Crédito, Financiamento e Investimentos do Estado de Minas Gerais (Sincrefi) propôs reajuste de 2,5% nos salários e de 4,77% – com base no INPC – nas demais verbas e benefícios. Já para 2021, as financeiras propuseram reajuste de reposição do INPC + 0,5% de aumento real.

Porém, por avaliarem que podem ser obtidos mais avanços, os representantes dos trabalhadores rejeitaram a proposta em mesa. Uma nova reunião será realizada nesta terça-feira, 24 de novembro, a partir das 10h.

“Conseguimos avançar substancialmente em relação à primeira proposta apresentada pelos patrões. O aumento no índice de reajuste salarial e a aplicação integral do INPC sobre os tickets e demais benefícios já é uma vitória. Porém, os financiários mineiros querem e merecem mais, por isso as negociações continuam”, afirmou Marco Aurélio Alves, diretor do Sindicato que representa os financiários na mesa.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região

 

Compartilhe: