capa

 

Nesta segunda-feira, 19 de setembro, a greve nacional da categoria bancária chegou ao seu 14º dia. Com o descaso dos banqueiros nas mesas de negociação, trabalhadoras e trabalhadores mostraram sua indignação e paralisaram as atividades em 72% das unidades de trabalho da base de Belo Horizonte e Região.

A greve nacional dos bancários 2016 já é a maior da história. Nesta segunda-feira, em todo o país, 13.071 agências tiveram as atividades paralisadas, um recorde para a categoria. O número representa 56% do total de agências do Brasil.

O Sindicato realizou ato em frente à agência do Santander na avenida João Pinheiro, 500, em Belo Horizonte, e denunciou o descaso dos bancos e o desrespeito para com os trabalhadores. Com esquete da Cia dos Aflitos e a “Porta do Inferno”, o ato chamou a atenção da população para os problemas vividos pela categoria.

Entre as reivindicações da Campanha Nacional 2016, estão aumento real, valorização do piso, PLR melhor, fim das metas abusivas e do assédio moral. A categoria também luta em defesa do emprego, das empresas públicas e dos direitos dos trabalhadores brasileiros.

Nesta terça-feira, 20, o Sindicato realizará mais um ato. A concentração ocorrerá a partir das 12h em frente à agência do Banco do Brasil na rua dos Tamoios, 731, no centro de Belo Horizonte.

“Só a luta garantirá a manutenção de nossos direitos e avanços nas negociações. Nossa categoria vem mostrando a sua força e temos que continuar firmes e mobilizados para enfrentar a ganância dos banqueiros”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

 

Confira, abaixo, mais imagens desta segunda-feira:

 

Compartilhe: