Foto: Alessandro Carvalho

A greve da categoria bancária continua forte nesta sexta-feira, 23, 18º dia da mobilização nacional. Em Belo Horizonte e região, foram paralisadas as atividades de 72,5% das unidades de trabalho, um número que representa crescimento de mais de 190% em relação ao primeiro dia, 6 de outubro.

A pressão dos trabalhadores em todo o Brasil arrancou nova proposta da Fenaban nesta sexta-feira. Os bancos apresentaram, na mesa, a proposta de reajuste de 10% para os salários, PLR e piso, além de 14% para os vales refeição e alimentação. A negociação prossegue em São Paulo durante esta tarde.

Neste 18º dia de greve, o Sindicato promoveu ato em frente à Agência Tupinambás da CAIXA, localizada na rua dos Tupinambás, 462, no centro de Belo Horizonte. A concentração contou, mais uma vez, com apresentação da Cia dos Aflitos.

Já na segunda-feira, dia 26 de outubro, um novo ato será realizado, desta vez em frente à Agência Século da CAIXA, localizada na esquina das ruas dos Carijós e Espírito Santo, no centro de BH. A concentração terá início às 11h.

“Foi a pressão da greve que arrancou a nova proposta da Fenaban, de reajuste de 10% nos salários e pisos, mais 14% nos vales refeição e alimentação. Vamos continuar mobilizados para fortalecer ainda mais nosso movimento”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

Compartilhe: