O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT e assessorado pelo Coletivo Nacional de Saúde do Trabalhador, volta a se reunir na próxima quinta-feira, dia 28, com a Fenaban, para retomar as discussões do Grupo de Trabalho (GT) sobre o adoecimento da categoria. O encontro ocorre das 9h às 12h, na sede da entidade patronal, em São Paulo.

A reunião servirá para definir uma nova metodologia a ser adotada para a continuidade das atividades do GT. Os debates contarão com a participação de médicos do trabalho, psicólogos e advogados especialistas na área de saúde do trabalhador, indicados pelos dois lados da mesa.

A perspectiva é avançar para além dos diagnósticos que expliquem as causas dos adoecimentos e afastamentos na categoria. O GT busca discutir também novas propostas que mudem a atual organização do trabalho e democratizem as relações de trabalho dentro dos bancos. As questões das metas abusivas e do assédio moral também farão parte dos debates.

A criação do GT foi uma das conquistas na Campanha Nacional 2013 e é resultado da preocupação dos bancários com o crescente número de trabalhadores afastados por motivo de saúde.

Em 2012, 21.144 bancários foram oficialmente afastados de suas funções pelo INSS, mas estima-se que grande parte dos pedidos de afastamentos esteja sendo negada e que o número de bancários que adoecem possa chegar a 60 mil por ano em todo o Brasil.

Reunião preparatória

Antes do GT, será realizada uma reunião preparatória na quarta-feira, 27, às 14h, no Auditório Amarelo do Sindicato dos Bancários de São Paulo.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: