Os representantes dos empregados e da CAIXA retomam reunião do GT Saúde Caixa nesta sexta-feira (20), das 10h às 17h30, no Edifício Matriz II, em Brasília. O objetivo do encontro é prosseguir com o debate sobre a proposta de utilização do superávit do plano de saúde. A negociação sobre o tema representa uma das mais importantes conquistas da Campanha Nacional 2014 e da mesa permanente, graças à mobilização e luta do movimento nacional dos empregados.

Na última reunião desse fórum, em 29 de janeiro, a terceira depois do desfecho do Acordo Coletivo do Trabalho (ACT) no ano passado, foram solicitados esclarecimentos sobre alguns entendimentos do banco a respeito do funcionamento do Saúde Caixa.

A expectativa é de que, concluída essa fase, ocorra o debate de forma mais objetiva sobre a destinação do superávit projetado para 2015. Isto é visto como fundamental para que uma assessoria técnica possa identificar a origem desse superávit, de modo a propor novas coberturas sem comprometer o equilíbrio financeiro do plano de saúde.

Até agora, porém, os números fornecidos pelo banco apresentam dados contraditórios com as regras constantes do ACT.

Além da reunião neste dia 20, a questão relativa à proposta de metodologia para utilização do superávit do Saúde Caixa será objeto de mais outra reunião no próximo dia 26 de março, que também será realizada em Brasília. O prazo de conclusão desse debate encerra-se no dia 15 de abril.

Até lá, é preciso que haja uma definição sobre o destino dos recursos do Saúde Caixa, para que não ocorram mais acúmulos dos superávits anuais. Nesse sentido, mais urgente do que tratar o superávit acumulado, é dar um tratamento adequado para o superávit que o plano de saúde certamente apresentará no fim de mais este exercício anual.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT e Fenae

Compartilhe: