Em negociação realizada na segunda-feira, 11 de agosto, com os representantes dos funcionários, o HSBC não apresentou proposta para a bancarização dos trabalhadores da Losango Promotora. O Sindicato esteve presente, representado pelo diretor Geraldo Rodrigues. Durante a reunião, que ocorreu em São Paulo, o banco apresentou seu novo superintendente de Relações Sindicais e Trabalhistas, Marino Roberto Rodilha.

Os representantes do HSBC informaram que a questão da bancarização dos 1.145 funcionários do Losango está sendo discutida com a sede do banco, em Londres, e também internamente no Brasil, mas ainda não há proposta concreta. Eles disseram que o banco retomará o debate logo após o final da Campanha Nacional dos Bancários 2014.

Os representantes dos funcionários cobraram efetividade nas negociações permanentes, visando discutir temas como emprego e valorização dos funcionários. Foi cobrada, ainda, a apresentação do balanço semestral do HSBC no Brasil, já que, até então, apenas os resultados da holding foram divulgados. Eles aproveitaram para reivindicar uma negociação específica sobre o pagamento da PLR.

Para Geraldo Rodrigues, que é funcionário do HSBC e diretor do Sindicato, o banco tem que tratar com seriedade as negociações. “Exigimos seriedade e que o HSBC negocie efetivamente soluções para os problemas enfrentados por funcionárias e funcionários. Continuaremos pressionando o banco para garantir respeito e a valorização dos trabalhadores”, afirmou.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: