Mobilizar à distância 450 mil trabalhadoras e trabalhadores nos bancos de todo o Brasil, em meio às restrições impostas pela pandemia, para organizar uma campanha ativa e combativa é o desafio que o Comando Nacional dos Bancários tem para a Campanha Nacional 2020. Por isso, delegadas e delegados da 22ª Conferência Nacional realizaram uma mesa sobre a Importância da Comunicação, Estratégia e Organização nas Redes Sociais.

Participaram da discussão Juvandia Moreira, presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Contraf-CUT) e uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, Ivone Silva, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e a outra coordenadora do Comando, e Gerson Carlos Pereira, secretário de Comunicação da Contraf-CUT.

“As redes sociais são uma ferramenta que a gente deve usar. Usamos na campanha do Santander para denunciar as demissões. No Itaú, as redes denunciaram um caso de racismo e a demissão de um companheiro que tinha beijado o companheiro nas redes sociais. A gente também descobriu, pelo Twitter, que o Banco do Brasil estava destinando verbas de publicidade para site que publica fake news”, falou Juvandia, para exemplificar como as redes sociais são um instrumento de luta para a categoria bancária.

Para Ivone Silvia, é fundamental a categoria perceber como a luta política que se dá nas redes é importante. “Os bancários precisam entender a importância da sua contribuição para a luta, precisam entender que como são as novas formas de organização. É importante as pessoas seguirem seus sindicatos e a Contraf-CUT para curtir e compartilhar todo o material produzido por nossas equipes”, afirmou.

Twittaço

Juvandia convidou os delegados da Conferência a twittarem as hashtags #adistancianaonoslimita #santanderrespeiteobrasil #seepubliceparatodos, em um exercício fácil e eficiente durante sua exposição e que mostrou a força das redes para divulgar as lutas.

“A gente pediu para usar o Twitter, pois nele as hashtags mais comentadas daquele momento ganham destaque. Com isso conseguimos romper a bolha”, explicou presidenta da Contraf-CUT. “Às vezes a gente só fica conversando entre a gente, só sabemos de nós. Essa questão de a gente tuitar ou colocar nas redes sociais, ela fura a bolha porque as outras pessoas sabem o que está acontecendo conosco”, completou Ivone.

Arte da Campanha

Ainda durante a mesa, o secretário de Comunicação da Contraf-CUT, Gerson Pereira, apresentou a mídia e o mote da Campanha Nacional 2020: “Na luta com você”.

“O mote, definido por todo o Coletivo Nacional de Comunicação, possibilita trabalharmos em todos os sentidos: na luta com você, na vida com você, na saúde com você, na PLR com você, é o sindicato com você”, sugeriu. “A ideia da campanha virtual é muito forte, com materiais trabalhando todas essas possibilidades”, completou.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: