Em matéria publicada no Portal UOL, no último dia 12 de janeiro, intitulada “Problemas com o banco? Dica n° 1: não procure o gerente; veja onde reclamar”, o Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Idec), por meio de sua economista Ione Amorim, tenta desqualificar o trabalho de bancários ao sugerir aos correntistas que, na hora de reclamar, o primeiro cuidado é não procurar o gerente do próprio banco. “Por mais bem-intencionado que seja, o gerente é pressionado a atingir metas”, afirmou a representante da entidade.

Em seguida, o Idec recomenda que o correntista acione outros canais de atendimento, que não o gerente do seu banco, para registrar suas queixas.

Ao tentar desqualificar a atuação dos gerentes, o Idec presta um desserviço não só à categoria bancária como à sociedade de uma forma geral. Pois, se é verdade que eles se esforçam para bater metas na maioria das vezes absurdas exigidas pelos bancos, são estes mesmos bancários que dão o melhor de si para atender da melhor maneira possível clientes e usuários.

Se em alguns casos há reclamações em relação ao atendimento, é mais por culpa do banco que demite e não repõe o seu quadro funcional, do que do bancário que se esforça para atender bem a todos.

O que faz um gerente

O gerente é o profissional responsável por trabalhar com gerenciamento de contas bancárias em uma instituição financeira.  Ele acompanha informações sigilosas sobre o correntista, confirmando operações de alto valor, realizando estornos, concedendo empréstimos bancários, dentre outros serviços.

É o gerente quem está sempre preocupado em atender seus clientes de forma humanizada e fraterna, estabelecendo relações de confiança e até mesmo de amizade.

 

Compartilhe: