O Sindicato orienta que bancários fiquem atentos e aguardem mais informações sobre o Plano de Demissão Voluntária (PDV) que o Itaú baixou nesta terça-feira, 25 de novembro, para os assistentes operacionais da área empresarial (Emp). A comunicação sobre o Plano foi feita de forma verbal pelos gestores junto aos funcionários das Emps 1, 2 e 3 e não houve qualquer discussão sobre o assunto com o movimento sindical.

As informações preliminares apontam que o PDV seria composto de uma indenização de até cinco salários, variando conforme o tempo de banco, mais 12 meses de concessão de vale alimentação e 36 meses de plano de saúde, incluindo o tempo previsto na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Ainda de acordo com informações recebidas pelos funcionários, o prazo de adesão seria até o dia 3 de dezembro.

Representantes dos funcionários já entraram em contato com o banco e foram informados que o prazo para adesão será, na realidade, até junho de 2015. O Itaú alegou que a circular sobre o PDV ainda não está pronta mas que, assim que estiver, será repassada ao movimento sindical.

“Já tivemos notícias de que, na base de BH e Região, 31 funcionários estariam na situação abarcada pelo Plano de Demissão Voluntária, sendo 23 em BH e 8 em Contagem. O Sindicato participará de negociação nacional com o Itaú no dia 2 de dezembro e orienta a todos que aguardem os resultados da discussão”, afirmou o funcionário do Itaú e diretor do Sindicato, Paulo Faria.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: