O Itaú anunciou que irá pagar a segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) 2019 apenas no dia 3 de março, ou seja, no limite do prazo estabelecido na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária. A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) havia solicitado a antecipação do pagamento.

Em 2019, o Itaú alcançou lucro líquido recorrente recorde de R$ 28,363 bilhões. O resultado representa crescimento de 10,2% na comparação com 2018. A rentabilidade ficou em 23,7%, aumento de 1,8 ponto percentual. Em 12 meses, banco eliminou 5.110 postos de trabalho; apenas no último trimestre foram 1.845 empregos a menos.

O Itaú também informou que pagará o valor máximo da PLR (primeira e segunda parcelas da PLR 2019), o que consiste no pagamento de 2,2 salários com teto de R$ 29.000,77 mais a parcela adicional, que tem como teto o valor de R$ 4.914,59. Desse total, subtrai-se o que já foi pago em setembro passado, como antecipação.

Além disso, será paga também, no dia 3 de março, a Participação Complementar dos Resultados (PCR), no valor de R$ 3.039, que não terá compensação dos valores da PLR.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: