O Itaú enviou comunicado aos seus funcionários informando que realizará o pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 2017 no dia 1º de março, de acordo com as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e no aditivo específico.

Segundo o banco, o valor a ser pago corresponde ao máximo previsto na CCT, equivalente a 2,2 salários, limitado a R$ 26.478,55. Também será paga, no mesmo dia, a parcela correspondente à PLR Adicional no valor de R$ 4.487,16, descontados os valores pagos antecipadamente.

“Não concordamos que seja o valor máximo que o banco poderia pagar. A CCT estabelece o valor mínimo da participação nos lucros. Os funcionários se esforçaram para que o banco obtivesse o enorme lucro de quase R$ 25 bilhões em 2017. O banco deveria reconhecer esse esforço e promover uma distribuição acima do mínimo estipulado”, afirmou Roberto von der Osten, presidente da Contraf-CUT.

PCR

Além da PLR, os funcionários do Itaú também recebem a Participação Complementar dos Resultados (PCR), que neste ano foi de R$ 2.535,87.

O valor já foi pago, antecipadamente, em outubro.

Citibank

Os funcionários egressos do Citibank, incorporado pelo Itaú, também receberão neste mesmo dia. O valor referente aos 2,2 salários de PLR será pago sobre o lucro do Itaú. Estes funcionários também receberão 2/12 (dois doze avos) da PCR do Itaú e os valores referentes ao programa próprio do Citibank, conforme regras estabelecidas.

Todos os valores são proporcionais aos meses trabalhados no ano. Considera-se como mês trabalhado os períodos superiores a 15 dias.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: