A Caixa Econômica Federal informou nesta quarta-feira (26) que teve lucro líquido de R$ 6,7 bilhões, em 2013. O resultado representa crescimento de 19,2% sobre o resultado ajustado do ano anterior, ajuste decorrente da mudança de prática contábil relativa ao tratamento do saldo das contas poupanças encerradas, cujos titulares tinham CPF ou CNPJ irregulares.

Na operação, a CAIXA registrou os recursos dessas contas como receitas operacionais, o que elevou o lucro líquido da empresa em R$ 420 milhões no balanço de 2012 depois do pagamento de tributos. Sem considerar tal ajuste, o crescimento do resultado líquido teria sido de 10,8% sobre 2012.

O banco  informou também que o retorno sobre o patrimônio líquido médio alcançou 26,2% no período. Já no quarto trimestre, o resultado chegou a R$ 1,7 bilhão, aumento de 9,9%. Houve retorno sobre o patrimônio líquido equivalente a 28%.

No ano, o banco injetou mais de R$ 635 bilhões na economia brasileira, por meio de contratações de crédito, distribuição de benefícios sociais, investimentos em infraestrutura própria, remuneração de pessoal, dentre outros. Outras fontes de recursos, R$ 4,2 bilhões, foram arrecadados pelas loterias e repassados à sociedade para aplicação em educação, cultura, seguridade, esportes e segurança.

O patrimônio líquido da CAIXA aumentou em 13,8%: atingiu R$ 27,4 bilhões. Os ativos totais administrados alcançaram R$ 1,5 trilhão. A carteira de crédito ampliada atingiu saldo de R$ 494,2 bilhões, com crescimento de 36,8% em 2013, o que indica participação de 18,1% no mercado.

O destaque foi o crédito habitacional, cujas contratações atingiram o valor de recorde de R$ 134,9 bilhões no ano, superior a 2012 em 26,4%.
Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: