Esconder do gestor confirmação ou suspeita de Covid-19, assim como o gestor esconder da equipe médica do banco que possui suspeita ou confirmação da doença na equipe, pode acarretar em demissão por justa causa.

O bancário do Bradesco, assim como de todos os demais bancos, em hipótese alguma deve esconder ou mentir sobre a sua condição de saúde. Omitir suspeita ou confirmação de contaminação por Covid-19, assim como o gestor esconder da equipe médica do banco que possui na equipe suspeita ou confirmação da doença, pode acarretar em demissão por justa causa.

A situação da pandemia no país está gravíssima. Batemos recordes diários de casos e óbitos por Covid-19. Omitir ou mentir sobre sua condição de saúde, assim como o gestor esconder suspeita ou confirmação de Covid-19 na equipe, além de ser uma irresponsabilidade com a própria saúde, com a dos colegas e a dos clientes, pode levar a sanções e até mesmo a uma demissão por justa causa, como já aconteceu no ano passado no estado de São Paulo.

Isto ocorreu com uma bancária que testou positivo para Covid-19 e mesmo assim foi ao local de trabalho e com um bancário que estava em quarentena, pois trabalhava em local com caso confirmado, e descumpriu o afastamento ao visitar uma agência. Preserve a vida e também o seu emprego. Siga os protocolos na íntegra.

O bancário que sofrer qualquer tipo de assédio para esconder seu estado de saúde para continuar trabalhando, ou por qualquer outro motivo, deve denunciar imediatamente ao Sindicato. O sigilo é garantido.

Pior momento da pandemia 

A pandemia de Covid-19 segue em crescimento descontrolado. O Brasil continua batendo recordes e registrou 15 mil mortes em uma semana pela primeira vez. A média móvel de óbitos ultrapassou 2 mil por dia e o balanço da sexta-feira (19/03) apontou 2.730 mortes, totalizando 290.525 óbitos na pandemia. Isto, sem considerar a subnotificação.

“O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alerta bancárias e bancários para que tomem cuidado com o que é publicado nas redes sociais, principalmente quem é de risco e está em home office. É fundamental que se cumpra todos os protocolos de saúde, como a utilização de máscaras, higienização com álcool em gel e ficar em casa sempre que puder. Da mesma forma, defendemos o que é comprovado pela ciência como a melhor forma de combater o vírus: a vacina. Então, #VacinaJá para todas e todos”, concluiu Giovanni Alexandrino, funcionário do Bradesco e diretor do Sindicato.

Para não perder as notícias, siga o Sindicato: Facebook | Twitter | Instagram

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com SP Bancários

 

Compartilhe: