Durante a retomada da mesa de negociação permanente com o Banco do Brasil, nesta quinta-feira, 13, foi definida a renovação do Acordo Marco entre o BB e a UNI Américas, com data de assinatura a ser agendada nos próximos dias, e do Acordo de Comissão de Conciliação Prévia (CCP) com a Contraf-CUT. O funcionário do banco e diretor do Sindicato, Wagner Nascimento, esteve presente como representante da Fetraf/MG.

O Acordo Marco entre BB e UNI Américas é um importante instrumento para garantir direitos dos trabalhadores em nível internacional, sejam eles do próprio Banco do Brasil ou de bancos sob controle do BB. O instrumento prevê que o banco deve respeitar os direitos dos bancários em seus países, tanto de legislação e de acordos e convênios coletivos da categoria, bem como princípios e direitos fundamentais do trabalho como, por exemplo:

– liberdade sindical e o reconhecimento efetivo do direito de negociação coletiva;
– eliminação de todas as formas de trabalho forçado e obrigatório;
– abolição efetiva do trabalho infantil;
– eliminação da discriminação em matéria de emprego e ocupação.

O acordo prevê ainda que o banco deve cumprir e respeitar os Dez Princípios Universais previstos no Pacto Global, assim como adotar medidas necessárias para combater e prevenir problemas de saúde derivados da atividade laboral, visando à saúde e segurança de seus trabalhadores.

Já o Acordo de CCP trata de demandas de passivo trabalhista de ex-funcionários do banco. O Acordo havia vencido em março deste ano e, assim que a documentação estiver pronta, o Sindicato convocará assembleia para deliberar sobre a adesão ou não da entidade.

Para Wagner Nascimento, diretor do Sindicato que representa a Fetraf/MG na mesa de negociação, a renovação de dois importantes acordos em mesa permanente é um bom sinal para a retomada das negociações. “O Sindicato dará continuidade ao processo de negociação permanente para avançar na solução de problemas apontados pelos bancários e que aparecem nos locais de trabalho todos os dias”, afirmou.

Nova reunião na próxima quarta

Na próxima quarta-feira, 19, haverá nova mesa de negociação para tratar de diversos temas, como a IN 383, que trata de “conduta”, questões de assédio moral, sobre as faltas dos dias de luta com código inadequado, dentre outros problemas.

Os representantes dos trabalhadores também apresentarão críticas ao plano de funções comissionadas e aos diversos problemas que prejudicam o conjunto do funcionalismo.

Ainda haverá, pela manhã do dia 19, a terceira e última mesa de Ascensão Profissional e Comissionamento, uma conquista da campanha nacional 2012.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: