O movimento dos empregados da CAIXA perdeu nesta terça-feira, 19 de agosto, um dos seus mais aguerridos e combativos militantes. Décio de Carvalho foi um dos líderes mais respeitados do movimento e sempre lutou em defesa dos direitos dos empregados. O aposentado da CAIXA se encontrava hospitalizado após ter sido acometido por um AVC em julho.

Décio de Carvalho atuava pelos direitos dos aposentados e, atualmente, ocupava a presidência da Federação Nacional das Associações de Aposentados e Pensionistas da Caixa Econômica Federal (Fenacef).

Nascido na cidade de Três Corações, em Minas Gerais, em 25 de março de 1931, Décio de Carvalho ingressou na CAIXA em dezembro de 1952. No banco, trabalhou como auxiliar de escritório, escriturário, oficial de administração e gerente geral adjunto em Minas Gerais, além de chefe do DEPAT e superintendente de administração da Matriz.

Reconhecido por sua história de luta em defesa dos aposentados e dos assistidos do ex-fundo PMPP (Plano de Melhorias de Proventos e Pensões) da CAIXA, Décio de Carvalho se aposentou em 1980, mas nunca se afastou da luta associativa, sendo responsável pela criação da Associação dos Economiários Aposentados de Minas Gerais (AEA-MG), que inspirou a formação das Congêneres Estaduais e, posteriormente, da Fenacef.

Décio de Carvalho também atuou junto à APCEF-MG, tendo sido o primeiro contador da Associação, que naquele período era chamada de AEF-MG, e presidente na gestão dos anos de 1982 e 1983. Esteve sempre ao lado do Sindicato nas principais lutas da categoria, defendendo os interesses das bancárias e dos bancários e na luta em defesa da CAIXA como banco social que fomenta o desenvolvimento do país.

Neste momento de dor, o Sindicato presta suas condolências aos familiares.

Compartilhe: