Os bancos voltaram à mesa de negociação, nesta terça-feira, 27, após 22 dias de greve forte, com uma proposta de novo modelo de acordo, com validade de dois anos (para 2016 e 2017).

Na reunião, o Comando Nacional dos Bancários reafirmou que a proposta tem que trazer ganhos para a categoria e contemplar emprego, saúde, vales, creche, piso, igualdade de oportunidades e segurança.

A Fenaban afirmou que vai reunir os bancos na manhã desta quarta-feira, 28. A negociação com a categoria continuará a partir das 15h.

Neste 22º dia de greve, 13.449 agências e 36 centros administrativos tiveram as atividades paralisadas em todo o Brasil. A orientação do Comando Nacional é de que a mobilização continue forte.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: