outubrorosa1_5out

Nascido nos Estados Unidos, na década de 1990, o movimento Outubro Rosa foi criado para estimular o engajamento da população no controle do câncer de mama. O Sindicato apoia esta causa, que é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre a doença e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce deste tipo de câncer.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama, sendo que alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos.

A conscientização sobre a doença e sobre a prevenção é fundamental para garantir a detecção precoce, que garante mais eficácia no tratamento. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), há elevado percentual de cura quando o câncer de mama é identificado em estágios iniciais, quando as lesões são menores de dois centímetros de diâmetro.

O Inca orienta que todas as mulheres conheçam seu corpo e, sempre que possível, seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano, façam o autoexame das mamas. Segundo o Inca, não há técnica específica para o autoexame e deve-se valorizar a descoberta casual de pequenas alterações mamárias durante o toque.

Além disso, a mamografia permite visualizar melhor as lesões em mulheres após a menopausa. É recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam o exame a cada dois anos, mesmo sem terem notado alterações nas mamas.

No Brasil, são esperados 57.960 novos casos em 2016. Tipo de câncer mais comum entre as mulheres, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Existe tratamento para a doença e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Sempre em luta em defesa de brasileiras e brasileiros, o Sindicato reafirma seu papel social e apoia esta importante campanha. A prevenção é a maior arma das mulheres no combate ao câncer de mama e, por isso, é fundamental que estejamos sempre atentas ao nosso corpo e à nossa saúde. Só a prevenção te garante”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

Compartilhe: