Foto: Arquivo Sindicato

O quarto painel temático da 16ª Conferência Nacional dos Bancários foi apresentado pelo presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, e pelo diretor executivo da CUT, Júlio Turra. Com o tema “Plebiscito sobre Constituinte do Sistema Político”, a mesa promoveu o debate sobre a construção de um plebiscito que decida sobre a eleição de uma assembleia específica e soberana para a realização de uma reforma política no Brasil.

Durante sua fala, Vagner Freitas ressaltou a necessidade de participação popular na construção de uma reforma política, que é a mãe das reformas do Brasil. ?O que vemos hoje no país é uma ditadura às avessas, onde a concentração do poder está na mão das classes dominantes. Hoje, um político precisa ser financiado por alguma empresa para conseguir ocupar um cargo no executivo e no legislativo. Queremos uma sociedade que tenha capacidade de participar dos destinos do país?, destacou.

Júlio Turra concordou com o presidente da CUT e afirmou que, “nas atuais instituições políticas brasileiras, ainda sobrevivem muitos entulhos da ditadura”. Para Júlio, a reforma política é importante para destravar o sistema político tal qual ele é constituído. “Ficou claro que existe um fosso entre a população e o sistema político. O movimento sindical tem grande força e precisa estar na vanguarda deste processo de construção da reforma política”, afirmou.

Após as palestras proferidas no painel, o microfone foi aberto a delegadas e delegados que deram sua contribuição sobre o tema. O primeiro dia da 16ª Conferência Nacional será encerrado com a abertura solene do evento, que também será transmitida ao vivo pela Contraf-CUT. Para acompanhar, clique aqui.

Compartilhe: