Funcionárias e funcionários do Banco do Brasil em Minas Gerais realizaram, nesta quinta-feira, 11, uma plenária estadual para debater sobre as estratégias de luta contra o Plano de Reestruturação.

O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) participou da plenária e se comprometeu a levar à tribuna as reivindicações dos funcionários e contribuir na luta contra a privatização do BB.

Após várias tentativas de negociação com o banco, inclusive buscando a intermediação do Ministério Público do Trabalho (MPT), a Comissão de Empresa dos Funcionários (CEBB) e o Comando Nacional dos Bancários chamaram plenárias em todo o país para esta quinta-feira.

Após as discussões, foi mantido o Estado de Greve e novas paralisações serão marcadas. A partir dos debates nessas plenárias, será traçado também um calendário de lutas.

As reivindicações da categoria são:

  • Anulação da desgratificação dos caixas
  • Reclassificação dos dias de paralisação
  • Não fechamento de agências pelo BB

“O Banco do Brasil desrespeita clientes e funcionários com esse desmonte e a intransigência em não querer negociar. Entraremos com as ações judiciais cabíveis mas temos que ir para a luta. Só nossa mobilização poderá vencer os que querem acabar com o BB”, afirmou Rogério Tavares, funcionário do banco e diretor do Sindicato.

 

Compartilhe: