Foto: Júlio César Costa

A pressão conjunta da categoria, dos sindicatos e do Comando Nacional dos Bancários, na mesa de negociação, garantiu também o pagamento da PLR dos afastados, entre outros direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

O movimento sindical cobrou aumento no índice de reajuste e a Fenaban pediu uma nova pausa, desta vez de uma hora, para consultar os bancos. Mais informações em breve.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: