A presidenta do Sindicato repudiou as agressões sofridas pela deputada federal Maria do Rosário nesta terça-feira, 9 de dezembro. Após discursar sobre a conclusão dos trabalhos da Comissão Nacional da Verdade, que busca resgatar a memória do país ao investigar e relatar crimes cometidos durante a ditadura militar, a parlamentar foi ofendida pelo deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).  Conhecido por seu sexismo e pelo seu discurso que dissemina a intolerância e a violência, o parlamentar afirmou que não a estupraria porque ela não merece. “Não estupro você porque você não merece”, disse, ao microfone, em discurso dirigido à deputada ,Titular da Secretaria Especial dos Direitos Humanos até abril deste ano.
“A agressão à deputada Maria do Rosário feita por este parlamentar é uma agressão contra todas as mulheres brasileiras. O que o deputado fez é repugnante, inadmissível e envergonha a Câmara dos Deputados. Espero que medidas cabíveis sejam tomadas porque essa não é a primeira vez que Bolsonaro desrespeita as mulheres em plenário”,  afirmou Eliana Brasil.
A Secretaria Nacional de Mulheres do PT divulgou nota, nesta terça-feira (9), em repúdio à agressão sofrida pela deputada. No texto, a secretaria presta solidariedade à deputada petista e saúda a iniciativa dos deputados Fernando Ferro (PT-PE) e Amauri Teixeira (PT-BA) que se prontificaram a ingressar com representação contra Bolsonaro no Conselho de Ética da Casa por quebra de decoro parlamentar “Prestamos nossa solidariedade à deputada Maria do Rosário e a todas as nossas companheiras que sofrem com o sexismo tão presente em diversos espaços da política, mas não deixam de lutar por um mundo livre de preconceitos. Não nos calarão!”, afirma o documento

Compartilhe: