A pressão da greve nacional dos bancários obteve uma importante conquista para os funcionários do HSBC. O banco inglês apresentou, na sexta-feira, 3, uma proposta de pagamento de R$ 3 mil, sob forma de participação nos resultados (PR), com a antecipação de R$ 2 mil em outubro e R$ 1 mil em fevereiro de 2015.

Trata-se de uma conquista para os trabalhadores, uma vez que o banco apresentou prejuízo no balanço do primeiro semestre de 2014 e, conforme o atual modelo de distribuição de lucros previsto na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), nestes casos, o banco está desobrigado de qualquer pagamento a título de antecipação de PLR.

A proposta foi feita um dia depois da negociação com a direção do banco, ocorrida na quinta-feira, 2 de outubro. Representantes dos funcionários reivindicaram o pagamento da PLR para os funcionários do HSBC, pois, nesses 17 anos do HSBC no Brasil, é a primeira vez que o banco apresentou prejuízo em seu balanço semestral.

Quanto ao valor, apesar de inferior caso houvesse o pagamento cheio no caso de apresentação de lucro líquido suficiente, ele contempla o pagamento de mais de uma remuneração para a grande maioria dos funcionários, particularmente os 14 mil funcionários da área administrativa e que não receberam nada em agosto último, quando foi pago o PPR para a área negocial.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: