Imagem: Contraf-CUT

 

O reajuste de 4,31% obtido pela categoria bancária injetará R$ 10,549 bilhões na economia, entre 1 de setembro de 2019 a 31 de agosto de 2020, segundo cálculos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Agora em setembro, apenas com a antecipação da primeira parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) serão injetados R$ 3,488 bilhões na economia. Os valores já foram pagos pelo Banco do Brasil no dia 30 de agosto, pela CAIXA no dia 3 de setembro.

O Bradesco também já anunciou o pagamento para 16 de setembro e o Itaú pagará os valores aos funcionários no próximo dia 20. Já o Santander alegou dificuldades internas com as folhas de pagamento e deverá pagar a primeira parcela da PLR no dia 30 de setembro.

Em 2018, o reajuste da categoria foi de 5% e, segundo o Dieese, o impacto da Campanha Nacional chegou a de R$ 9,922 bilhões.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

 

Compartilhe: