Em editorial publicado nesta quarta-feira, 26, a Rede Brasil Atual explica que a reforma trabalhista proposta pelo governo Temer, e que foi aprovada em comissão especial da Câmara nesta terça-feira, 25, põe em risco empregos de hoje e compromete o futuro do trabalho decente.

Ao fragilizar sindicatos e tornar o empregador o elemento mais forte de uma negociação, o projeto da bancada empresarial pretende, na prática, permitir a imposição de acordos e da lei selvagem do mercado.

Confira o editorial na íntegra no site da Rede Brasil Atual.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT e Rede Brasil Atual

Compartilhe: