O movimento nacional dos empregados da Caixa Econômica Federal obteve nesta quinta-feira (30) uma importante conquista. Foi aprovada a participação de Maria Rita Serrano, representante suplente dos trabalhadores, nas reuniões do Conselho de Administração (CA) do banco.

Até então, apenas o titular Fernando Neiva tinha essa prerrogativa. A reivindicação vinha sendo feita desde a posse dos dois conselheiros, ocorrida em 26 de março desse ano.

Para Maria Rita Serrano, o avanço obtido nesta quinta-feira reforça a importância do Conselho de Administração. “A nossa participação no órgão máximo de decisão da empresa, por meio de uma eleição direta, democrática e transparente, foi uma conquista histórica. Foi resultado da luta das entidades associativas e sindicais de todo o país. Por isso, deve ser devidamente respeitada”, afirma a conselheira.

O CA da Caixa é formado por cinco indicados pelo banco, pelos dois eleitos (titular e suplente) e por um presidente. O mandato dos eleitos é de três anos.

 

Histórico

Fernando Neiva e Maria Rita Serrano foram eleitos no início de dezembro de 2013. A posse foi realizada quase quatro messes depois, pois dependia da alteração de artigo do Estatuto da Caixa que restringia a participação de todos os empregados no processo de gestão.

Antes da mudança, que ocorreu no fim de fevereiro, somente podiam integrar o Conselho de Administração os empregados que já haviam ocupado cargos gerenciais ou relevantes em órgãos ou entidades da administração pública por no mínimo dois anos.

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Fenae

 

Compartilhe: