A COE-Itaú (Comissão Organizada dos Empregados do Itaú), reabre negociação da PCR 2012 hoje, 23 de abril. A negociação que estava pautada para o dia 16 de março foi adiada para o dia 26 de março por conta da substituição dos negociadores do banco e novamente adiada a pedido do novo diretor de Relações do Trabalho, Marcelo Orticelli. Finalmente a negociação ocorre hoje na sede da Contraf. A PCR é uma conquista dos bancários do Itaú quando os Sindicatos cutistas negociaram em 2003 o primeiro pagamento no valor de R$500,00.

Histórico anual do Programa PCR – Participação Complementar nos Resultados
(em reais- calculado pela variação da ROE-Retorno sobre o patrimônio liquido do Itaú)

 

2003

 

 

2004

 

 

2005

 

 

2006

 

 

2007

 

 

2008

 

 

2009

 

 

2010

 

 

2011

 

 

500

 

 

800

 

 

850

 

 

1200

 

 

1500

 

 

1800

 

 

1500

 

 

1800

 

 

1600

 

(*) em 2010 R$1.800, de PCR + R$300, pela migração de agências do Unibanco para Itaú

Na opinião do funcionário do Itaú e diretor do Sindicato, Kennedy Santos, que representará a Fetraf -MG na COE-Itaú, o modelo do programa PCR para 2012 precisa evoluir. “O modelo atual, quando foi conquistado pelos bancários do Itaú em 2003, tinha a tendencia de crescimento, mas desde a fusão do Itaú com o Unibanco, ela praticamente estabilizou. Precisamos de um modelo que acompanhe a evolução do lucro do Itaú que a cada ano bate seu próprio recorde e é um dos maiores do sistema financeiro internacional”, afirma.

Forma de cálculo da PCR
Os valores da PCR 2010 e 2011 obedeceram os critérios apontados na tabela abaixo

 

ROE MÉDIO RECORRENTE ANUALIZADO  (%)

 

 

 Até 23,0%

 

 

 De 23,0% a 29,0%

 

 

 > 29,0%

 

 

 PCR A SER PAGA (R$)

 

 

1600

 

 

1800

 

 

2100

 

O ROE (Retorno sobre o Patrimônio Liquido) médio recorrente anualizado é divulgado no balanço patrimonial consolidado do Itaú Unibanco ao término de cada ano fiscal.
Fonte: minuta do Acordo de Trabalho do Programa da Participação Complementar nos Resultados (2010 e 2011) firmado entre Itaú Unibanco e Contraf-CUT.

Compartilhe: