A Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) enviou ofício à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) com cópia para a diretoria de Pessoas (DIPES) do Banco do Brasil denunciando a negativa do banco em abrir o processo negocial em relação ao Plano de Reestruturação lançado no dia 11 de janeiro último.

No mesmo ofício, a Contraf solicita a entidade a imediata interveniência junto ao BB para cumprimento dos preceitos ratificados na Convenção Coletiva de Trabalho – CCT e no ACT BB, ambos vigentes, dos quais a Fenaban é signatária.

Com o processo negocial prejudicado devido à intransigência da direção do BB, não resta outra alternativa aos funcionários a não ser o enfrentamento. A Comissão de Empresa dos Funcionários do BB está elaborando um calendário de lutas e conclama a participação da categoria nos atos e mobilizações que serão propostos.

“Nós, funcionárias e funcionários do BB, temos por tradição sempre prezar pelo diálogo e valorizar o processo negocial. Mas, infelizmente, a atual direção do banco se nega a isso, não nos deixando outra alternativa a não ser convocar a categoria a lutar pelos seus direitos através de muita mobilização. O funcionalismo do BB tem um histórico de luta e resistência e não será diferente dessa vez”, afirmou a funcionária do BB, diretora do Sindicato e representante da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro de Minas Gerais (Fetrafi-MG) na Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Luciana Bagno.

Veja aqui, na íntegra, o ofício.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região

 

Compartilhe: