Representantes dos empregados encaminharam na sexta-feira, 15 de maio, através da Contraf-CUT e da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), ofício à CAIXA cobrando a divulgação imediata da sistemática de promoção por mérito 2015, que será aplicada no próximo ano. Os critérios, elaborados por representantes dos trabalhadores e do banco, foram ratificados na mesa de negociação permanente no dia 31 de março, mas até agora o banco não divulgou as informações internamente.

A demanda é urgente, já que os empregados precisam conhecer o novo modelo da promoção por merecimento com antecedência para buscar a obtenção dos deltas. Desde a ratificação, já se passaram 45 dias, o que os representantes dos empregados consideram uma demora injustificável.

Pelas novas regras, fica assegurada a conquista de um delta com 40 pontos, 10 a menos que na metodologia anterior. A sistemática terá uma pontuação máxima de 70 pontos. Os critérios objetivos serão distribuídos da seguinte forma: 20 pela conclusão de 30 horas anuais de módulos da Universidade Caixa, cinco pontos pela participação no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e outros 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon).

Além dos critérios objetivos, a sistemática da promoção por merecimento prevê critérios subjetivos que contam 20 pontos. Cada empregado poderá indicar de dois a oito empregados da sua unidade (preferencialmente da sua equipe) que atendam aos critérios de avaliação como relacionamento no ambiente de trabalho e contribuição para a solução de problemas. O número de indicações variará em função do tamanho da unidade e a distribuição dos 20 pontos vai variar em função do número de indicações recebidas por cada empregado. Foi garantida, também, a pontuação extra de 10 pontos para iniciativa de autodesenvolvimento.

A proposta fechada com a CAIXA, após pressão dos empregados, trouxe importantes avanços e prevê a desvinculação da promoção por merecimento dos resultados das unidades. Agora, cabe à CAIXA divulgar os manuais normativos e cartilhas esclarecendo os detalhes.

A construção da sistemática de promoção por mérito foi uma das conquistas da Campanha Nacional 2014. No ano passado, a CAIXA não discutiu os critérios mas, com muita luta, os trabalhadores garantiram o delta para os empregados promovíveis e a inclusão da sistemática no Acordo Aditivo de 2015.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT e Fenae

Compartilhe: