Representantes dos empregados da CAIXA retomam, nesta terça-feira, 31, as negociações permanentes com o banco em Brasília. Um dos principais pontos da pauta é a contratação de mais empregados, com o aceleramento no ritmo das contratações.

“O que já era necessário está se tornando uma urgência em razão do Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA). Cerca de 2 mil empregados já aderiram até o momento. É essencial que haja, no mínimo, a reposição de todos que vão sair, bem como uma transferência de conhecimento para os que serão convocados. Só assim não teremos a piora das condições de trabalho nas agências”, afirma Fabiana Matheus, coordenadora da CEE/Caixa e diretora de Administração e Finanças da Fenae.

Uma das conquistas da Campanha Nacional do ano passado foi a contratação de mais 2 mil empregados até dezembro de 2015. Os representantes dos trabalhadores vão solicitar da CAIXA dados atualizados sobre contratações e qual a estratégia que o banco pretende utilizar para repor os empregados que aderirem ao PAA.

Nesta primeira reunião de 2015, será debatida também a cláusula 49 do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que trata do incentivo à elevação da escolaridade, com discussão da sistemática desenvolvida unilateralmente pela CAIXA.

Além disso, a negociação tratará também de outros temas como condições de trabalho das agências barco, jornada em regime de escala de revezamento, jornada de trabalho e horas extraordinárias, entre outros.

Compartilhe: