Em reunião ocorrida na última sexta-feira, 14, em Osasco, São Paulo, os representantes dos trabalhadores apresentaram ao Bradesco as premissas básicas para o parcelamento do adiantamento de férias. A proposta é uma das reivindicações da pauta específica, entregue ao banco no dia 17 de abril, e integra a Campanha Nacional de Valorização dos Funcionários.

O trabalhador que sai de férias recebe o salário – conhecido como adiantamento – mais um terço do valor do salário. No entanto, ao fim do mês de descanso, ele não receberá nada. A proposta consiste em parcelar o pagamento do adiantamento em até dez vezes sem juros.

Confira as premissas:

– parcelamento opcional e não compulsório; assim, cada bancário tem o direto de livre escolha para utilizá-lo ou não;
– efetivação do parcelamento do adiantamento de férias, a ser executado pelo banco, sem custos, tarifas ou juros aos funcionários que optarem;
– parcelamento dividido em até dez vezes;
– parcelamento não cumulativo.

Nova reunião para discutir a reivindicação foi agendada com o banco para o próximo dia 27, às 10 horas, em Osasco. Os bancários devem encaminhar a proposta para que seja levada às instâncias superiores do banco.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com SEEB SP e Contraf-CUT

Compartilhe: