O Sindicato recebeu denúncias de que o Santander está fechando agências em BH e região, por causa da pandemia, e transferindo trabalhadores para outras unidades que continuam abertas. Com isso, está havendo aglomeração de funcionárias e funcionários nas agências, colocando em risco a saúde de todos.

A medida adotada pelo banco de forma unilateral contraria o que foi negociado com o Comando Nacional dos Bancários e com a Comissão de Organização dos Empregados (COE), de ampliação do trabalho em home-office diante do agravamento da crise sanitária.

O Sindicato alerta que bancárias e bancários devem seguir denunciando as irregularidades e que as medidas cabíveis já estão sendo tomadas.

“É absurdo que o Santander feche agências, com a justificativa da pandemia, mas faça com que funcionárias e funcionários se aglomerem em outras unidades, expondo ainda mais os trabalhadores e clientes à contaminação. Cobramos responsabilidade e estamos atuando para defender a saúde da categoria”, afirmou Wagner dos Santos, funcionário do Santander e diretor do Sindicato.

 

Compartilhe: