O Sindicato, juntamente om a Contraf-CUT, federações e sindicatos assinaram nesta quinta-feira 4 (foto) o acordo aditivo com as conquistas específicas dos funcionários do Banco do Brasil, em Brasília. Durante a reunião, o banco informou que deve fazer o pagamento da PLR nesta sexta 5.

 

Para Wagner Nascimento diretor do Sindicato e representante da Fetrafi/MG na Comissão de Empresa, depois de um longo processo de negociação foi fechado um bom acordo para os trabalhadores. ?A grande participação dos funcionários do Banco do Brasil na greve deu resposta ao banco sobre a necessidade de atender as principais reivindicações debatidas no Congresso, como carreira de mérito para os caixas executivos efetivos e substitutos e remoção automática para todas as unidades, sem precisar pedir para sair da comissão?, afirmou. 

 

Wagner ressaltou que além da solução de problemas prioritários nas CABB’s, o acordo trouxe ainda ?a implantação de uma mesa temática para discussão sobre comissionamento e descomissionamento, que é o problema que mais se discute principalmente nas unidades de negócio do banco, e a manutenção da cláusula que garante as três avaliações antes para iniciar um processo de descomissionamento, já todos os anos o banco insiste em descomissionar com uma avaliação apenas?.

 

Segundo Wagner, em relação a jornada de seis horas que em todos os anos havia uma grande cobrança sobre a demora da implantação de um plano de comissões que contemplasse cargos e funções de seis horas, o acordo estabeleceu-se que até o mês de janeiro o banco criará novos cargos e assim os bancários poderão se enquadrar novos cargos.?Mais uma vez, fechamos um bom acordo com ganhos visíveis para o salário e a carreira dos funcionários do Banco do Brasil?, finalizou.

 

Veja as conquistas da Campanha Nacional 2012 no BB:

1. Atendentes CABB

Unificação das comissões: banco propõe unificar as comissões atendentes B e A, em comissão a ser denominada atendente, cujo VR será de R$ 2.554,20.

Redução da trava para concorrência: reduzir para 12 meses o período mínimo a cumprir para concorrência.

2. PCR

Pontuação do caixa executivo: incluir o exercício da função caixa executivo na pontuação da carreira de mérito (M) do PCR, à razão de 0,5 ponto por dia de exercício na função, retroativo a 2006. Caixas comissionados anteriormente a 2006 terão um adicional de mérito de R$ 104,40

3. Promoção de nível inicial de carreira A: novo piso (A2) para a carreira após 90 dias no salário inicial (A1), garantindo-se a ascensão para A2 aos funcionários A1 com mais de 90 dias na carreira.

4. Incluir entre as ausências autorizadas (luto) o falecimento de enteados.

5. Adesão ao protocolo para prevenção de conflitos da Convenção Coletiva assinada com a Fenaban, definindo como canal específico a Diref.

6. Ascensão profissional e comissionamento: criar mesa temática para discussão de critérios sobre o tema, com prazo de 120 dias, com pelo menos uma reunião mensal.

7. PLR – Manter o modelo do acordo coletivo 2011/2012, garantindo que nenhum escriturário receberá menos que o valor do módulo básico da Fenaban (CCT 2012/2013), e que nenhum comissionado receberá menos que o valor pago aos caixas executivos. Assim, o BB pagará PLR para 117 mil funcionários, sendo no primeiro semestre:

Escriturários: R$ 3.303,60
Caixas executivos: R$ 3.674,97
Comissionados: 45% do VR mais módulo bônus (baseado em ATB e não no Sinergia).

8. SACR

* Concorrência de comissionados a remoção – Permitir que o comissionado concorra a remoção sem necessidade de dispensa da comissão.

* Preenchimento de vagas de escriturários em todas as dependências do banco será por remoção automática (SACR) ou por nomeação de concursados.

9. Incorporação da verba de gratificação semestral de 25% – GS será incorporada em todas as verbas em que há incidência, para simplificar a folha de pagamento, sem nenhum prejuízo salarial ao funcionário.

10. Manutenção de cláusulas do acordo coletivo 2011/2012 – Serão mantidas todas as cláusulas que não foram objeto de alterações na presente proposta, inclusive a trava contra o descomissionamento arbitrário, que exige do banco três avaliações insatisfatórias e consecutivas de desempenho.

Jornada de 6h para comissionados

Será ainda assinado o seguinte aditivo, separado do acordo coletivo:

* Implantar até janeiro/2013 novo plano de comissões com jornada de
6 horas para determinados cargos comissionados.

* Instalar Comissão de Conciliação Voluntária (CCV) para analisar propostas de acordo individual sobre o tema, tão logo implantado o plano.

* Os sindicatos que aderirem ao acordo macro da Contraf-CUT se comprometem a suspender por 180 dias, contados da implantação do novo modelo, as ações judiciais promovidas pelos sindicatos relativas às comissões do novo plano, independentemente da fase processual.

 

 

Compartilhe: