Os trabalhadores da Bradesco Financiamentos da base de BH e Região, que estavam enquadrados como comerciários, agora são oficialmente bancários. Foi assinado nesta quinta-feira, 27 de março, pelo Sindicato e pelo Bradesco, o acordo que garante aos funcionários da base de BH de Região  todos os direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária. O Sindicato foi representado pelo presidente Cardoso, pelo funcionário do Bradesco e diretor de Formação do Sindicato, Leonardo das Mercês e pela diretora de Cultura Eliana Brasil. O acordo começa a valer a partir do mês de abril.

O acordo foi aprovado pelos trabalhadores da Bradesco Financiamentos em assembleia realizada no dia 19 de março na sede do Sindicato. Os representantes dos bancários sempre  entenderam  que esses trabalhadores eram bancários, pois cumpriam funções de bancário. Com esse acordo, o Bradesco acaba reconhecendo isso. Trata-se de uma vitória contra a terceirização e que leva ao fortalecimento da categoria.
Em todo o Brasil, 2 mil trabalhadores da Bradesco Financiamentos passarão a integrar a categoria bancária.

Para o funcionário do Bradesco e diretor do Sindicato, Leonardo das Mercês, hoje é um dia histórico para o Sindicato e para os trabalhadores. “Após 12 anos como comerciários, cerca de 2 mil trabalhadores da Bradesco Financiamentos em todo o Brasil passarão a integrar a categoria bancária. Temos todos os motivos para comemorar porque isto significa aumento de salários e ampliação de direitos. Além da PLR e verbas como vale-refeição, vale-alimentação e auxílio-creche/babá, os novos bancários também podem comemorar a redução da jornada de trabalho. Além disso, Os que tinham 44 horas semanais, passarão a ter 40. E alguns vão reduzir a jornada para 30 horas. Antes eles tinham de trabalhar, em regime de escala, aos finais de semana, e agora, como bancários, terão pelo menos dois finais de semana de folga e não poderão trabalhar mais do que cinco dias semanais. Agora é intensificar ainda mais a luta para que juntos possamos garantir  e ampliar mais direitos”, comemorou.

 

Compartilhe: