A pandemia do coronavírus está se agravando em todo o país. Todo o estado de Minas Gerais entrará na chamada “onda roxa” nesta quarta-feira, 17, com medidas mais restritivas em todas as cidades. Diante deste quadro, o Sindicato enviou carta às prefeituras dos 55 municípios que integram a base de BH e região para cobrar mais medidas de proteção à categoria bancária.

Considerada essencial e prioritária desde o começo da pandemia, a atividade bancária foi fundamental inclusive para a execução de políticas públicas para amenizar os efeitos da crise sanitária. Neste cenário, bancárias e bancários vêm desempenhando suas funções na linha de frente para atender a população.

Por isso, o Sindicato solicita a inclusão da categoria no plano de prioridade para vacinação, assim como o escalonamento de horários de atendimento para evitar aglomerações, o regramento do devido distanciamento social nas unidades e a disponibilização de equipamentos de proteção individual para os trabalhadores.

Na carta encaminhada às prefeituras, a entidade ressalta também que, infelizmente, é crescente o número de bancário acometidos pela Covid-19, com internações e falecimentos. Sendo assim, é fundamental que haja amparo do poder público para garantir a continuidade do atendimento com segurança para bancárias, bancários, clientes e usuários dos serviços dos bancos.

Veja aqui a carta na íntegra.

 

Compartilhe: