Neste sábado, 27 de outubro, o Sindicato dos Bancários de BH e Região completa 86 anos. Em meio a um difícil processo eleitoral e às ameaças aos direitos dos trabalhadores, assim como à democracia, a entidade segue reafirmando o papel que sempre cumpriu de lutar e resistir ao lado dos trabalhadores brasileiros.

Desde a sua criação, em 1932, o Sindicato resistiu aos contratempos e comandou várias frentes em defesa do povo brasileiro e do Brasil. Assim foi na resistência contra a repressão nos anos de chumbo da ditadura militar (1964-1985), na defesa do patrimônio nacional durante o governo FHC e, mais recentemente, no combate aos ataques promovidos pelo projeto neoliberal de Michel Temer.

Através de campanhas salariais memoráveis, nestes 86 anos, construiu uma história sólida de conquistas, com destaque para a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) válida para os bancários de todo o território nacional.

Em 2018, mais uma vez, a entidade levou às ruas a Campanha Nacional dos Bancários e pressionou os bancos para garantir aumento real e impedir a retirada de direitos após a reforma trabalhista.

Nos últimos anos, o Sindicato também participou ativamente de importantes lutas nacionais, em defesa dos direitos dos brasileiros, do patrimônio público e em combate à reforma da Previdência perversa proposta pelo governo golpista.

“Vivemos um período de incertezas em relação aos rumos de nosso país. Ao completar 86 anos, o Sindicato reforça a importância da mobilização e segue mostrando sua força e resistência diante de duros ataques às conquistas do povo brasileiro. Construído por bancárias e bancários de luta, o Sindicato dos Bancários de BH e Região segue ao lado dos trabalhadores, honrando sua história e seu papel na construção de um Brasil mais justo”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

 

Compartilhe: