O Sindicato condena a irresponsabilidade do Santander, que enviou, neste mês de julho, um texto aos seus clientes de alta renda onde afirma que o eventual sucesso eleitoral da presidente Dilma Rousseff irá piorar a economia do Brasil. A notícia foi divulgada nesta sexta-feira, 25, pelo blog de Fernando Rodrigues no portal UOL.

A análise do banco espanhol foi impressa na última página do extrato dos clientes na categoria “Select”, com renda mensal superior a R$ 10 mil. O Santander diz que, se Dilma melhorar nas pesquisas de intenção de voto, os juros e o dólar vão subir e a Bolsa, cair. Nunca antes uma avaliação como essa foi feita de maneira institucional por um grande banco no país.

Para a presidenta do Sindicado Eliana Brasil, a atitude do Santander é irresponsável e desrespeitosa para com os clientes e o povo brasileiro que elegeu democraticamente a sua presidenta. “Reafirmamos a nossa posição em defesa da democracia e exigimos do Santander respeito aos clientes, às bancárias, aos bancários e ao povo brasileiro, que escolheu através do sagrado direito do voto a presidenta Dilma para comandar o país”, afirmou.

Corte de empregos

Somente no Brasil, o Santander lucrou R$ 1,428 bilhão no primeiro trimestre de 2014, mas a contrapartida para os trabalhadores têm sido demissões, rotatividade e corte de empregos. O banco espanhol cortou 4.833 postos de trabalho entre março de 2013 e março deste ano no Brasil, sendo 970 nos primeiros três meses do ano, o que é totalmente injustificável.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região com Contraf-CUT

Compartilhe: