Mais uma vez, o Sindicato foi às ruas para alertar a população sobre as ameaças representadas pelas reformas propostas por Temer. Em um ato realizado em frente à agência Sinfrônio Brochado da CAIXA, na região do Barreiro, a entidade denunciou o desmonte que está em curso na legislação trabalhista e na Previdência Social.

A “Porta do Inferno” foi utilizada para mostrar a todos, de forma irreverente, os prejuízos que estas medidas trarão às conquistas sociais e aos direitos dos trabalhadores da cidade e do campo.

Durante o ato, o Sindicato distribuiu materiais informativos sobre as reformas e convocou bancários e toda a população para o ato que será realizado nesta sexta-feira, 31 de março, Dia Nacional de Mobilização, com concentração a partir das 17h na praça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

“Nosso ato foi muito bem recebido pela população do Barreiro, que mostrou estar atenta aos riscos apresentados pelas reformas do governo Temer. Neste momento duro, de ataques aos nossos direitos, reforçamos a importância da mobilização e convocamos todas e todos para participar da grande manifestação que será realizada nesta sexta-feira”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

 

Compartilhe: