A falta de segurança em agências do Bradesco permitiu que um grupo invadisse uma unidade de trabalho localizada em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e instalasse um explosivo em um dos terminais. Na invasão, que ocorreu na madrugada desta segunda-feira, 11, os suspeitos não chegaram a detonar a dinamite, mas o artefato gerou um princípio de incêndio que teve que ser controlado pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar.

O Sindicato esteve presente no local no mesmo dia, representado pelo funcionário do Bradesco e diretor, Paulo Correa (Capela), para constatar as condições de funcionamento da agência.

“Conversamos com o gerente da unidade de trabalho para nos certificarmos de que não havia riscos de segurança para os bancários, clientes e usuários. Como a estrutura de segurança da agência não foi afetada e apenas os terminais apresentaram danos, o local abriu para atendimento ao meio-dia. Continuaremos exigindo do banco medidas efetivas para evitar novas ocorrências e garantir a segurança de todos que trabalham ou utilizam os serviços das agências e postos de atendimento”, afirmou Paulo Correa.

Compartilhe: