O Sindicato participou de uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete, base do Sindicato, nesta segunda-feira, 10 de fevereiro, para discutir o papel estratégico das empresas públicas para o desenvolvimento do Brasil. Em pauta, esteve a defesa dos bancos públicos, como a CAIXA e o Banco do Brasil.

A presidenta do Sindicato, Eliana Brasil, participou do evento juntamente com o diretor da entidade Sebastião Maria e o diretor da Fetrafi-MG/CUT Rogério Tavares. Estiveram também presentes a deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT-MG), o deputado federal Padre João (PT-MG), assim como bancárias e bancários de base do município, da ativa e aposentados.

A iniciativa da realização de audiências públicas para debater o tema é de grande importância, principalmente diante da intenção do atual governo de vender e entregar o patrimônio do povo brasileiro. De acordo com o Ministério da Economia, o objetivo é chegar a R$ 150 bilhões em privatizações e desinvestimentos.

Nos bancos públicos, além das ameaças de fatiamento e privatização, bancárias e bancários já sofrem com as reestruturações e ataques a direitos conquistados. Defender estas instituições significa compreender seu papel social para o crescimento do Brasil e sua importância para o país, estados e municípios.

Para se ter ideia, dos R$ 870,4 milhões de operações de crédito ativas em Conselheiro Lafaiete em novembro de 2019, cerca de 88%, ou R$ 766,3 milhões, pertenciam aos bancos públicos. Naquele mês, a CAIXA era responsável por 94,1% dos financiamentos imobiliários no município, sendo que nenhum banco privado possuía este tipo de financiamento na localidade.

Em relação ao crédito agrícola, o Banco do Brasil era o responsável por 99,5% de todas as operações em Conselheiro Lafaiete em novembro de 2019. Os dados são do Banco Central e foram analisados pelo Dieese e pela Fenae.

Para defender as empresas públicas o Sindicato tem realizado diversos atos e participa de eventos que visam conscientizar a população e debater formas de resistência. Nesta semana, serão realizados dias nacionais de luta no Banco do Brasil (12 de fevereiro) e na CAIXA (13 de fevereiro).

“A luta em defesa de empresas e bancos públicos não é apenas da categoria bancária, mas de todos os trabalhadores. A privatização ameaça políticas sociais e impacta diretamente na vida dos municípios e de toda a população. Agradecemos o convite da Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete e reafirmamos nossa luta permanente em defesa dos brasileiros”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários de BH e Região

 

Compartilhe: