A pauta de reivindicações da categoria para a Campanha Nacional 2018 foi entregue, nesta sexta-feira, 29 de junho, em Belo Horizonte, ao Sindicato dos Bancos de Minas Gerais. Durante a entrega, o Sindicato foi representado pelo diretor Marco Aurélio Alves e a Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro de Minas Gerais (Fetrafi-MG/CUT) pela presidenta Magaly Fagundes.

A minuta foi elaborada durante a 20ª Conferência Nacional dos Bancários e prioriza a manutenção dos direitos da categoria na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e nos acordos específicos, além da defesa do emprego e reajuste composto pela inflação mais 5% de aumento real.

O documento foi entregue à Fenaban no dia 13 de junho e a primeira rodada de negociação com os bancos foi realizada nesta quinta-feira, 28, em São Paulo. Porém, não houve avanços ou respostas às demandas da categoria. Uma nova mesa ocorrerá no dia 12 de junho.

“Sabemos que esta será uma Campanha Nacional difícil após a entrada em vigor da reforma trabalhista, o que vai exigir muita mobilização da categoria. Cobramos dos bancos a manutenção de todos os nossos direitos e também da mesa única de negociação, uma importante conquista que garantiu avanços para bancárias e bancários”, afirmou Marco Aurélio Alves, diretor do Sindicato.

 

 

 

Compartilhe: