Em defesa da saúde dos trabalhadores do Itaú e também de seus clientes, o Sindicato esteve na agência 7176 – Vilarinho do banco, nesta quarta-feira, 2 de agosto, para impedir o funcionamento da unidade. Em decorrência de manutenção do carpete do local, foram utilizados produtos químicos para a retirada da cola, o que gerou forte cheiro em seu interior.

Diante da falta de condições de trabalho, o Sindicato, por meio dos funcionários do Itaú e diretores Antônio Guimarães (Magaiver) e Geane Scatolin, acionou o departamento de Relações Sindicais do Itaú em São Paulo. Foi cobrado do banco que a agência não funcionasse até que fosse regularizada a situação.

Após a pressão do Sindicato, foi realizada a limpeza necessária, ainda na noite do dia 2 de agosto, e a agência voltou a funcionar no dia seguinte.

Compartilhe: